MISANTROPIA - 2

1 - GENEALOGIA

Jorge de Lima
Jorge de Lima nasceu em 1893 em União, Alagoas. Por volta de 1920 iniciou suas publicações em livros com destaque para  "O Mundo do Menino Impossível" e "Essa Negra Fulô", uns dos poemas mais conhecidos de sua obra. A partir de 1935, influenciado pela fé católica, publicou  "Tempo e Eternidade", "Invenção de Orfeu" e "Livro de Sonetos". Destaca-se entre os mais importantes nomes da Poesia, que surgiram dentro do Modernismo Brasileiro.






Mulher proletária


Mulher proletária — única fábrica
que o operário tem, (fabrica filhos)
tu
na tua superprodução de máquina humana
forneces anjos para o Senhor Jesus,
forneces braços para o senhor burguês.


Mulher proletária,
o operário, teu proprietário
há de ver, há de ver:
a tua produção,
a tua superprodução,
ao contrário das máquinas burguesas
salvar o teu proprietário.


2 - NOTÁVEIS


(Isaias de Faria )
Hoje apresento ISAIAS DE FARIA, poeta e fotógrafo da capital mineira, seu universo é o da imagem, tanto que seus escritos são recortes perfeitos, capazes de revelar aos nossos olhos, tal como fotografias, um fragmento deste imenso mosaico ao qual denominamos vida. Suas poesias e fotografias podem ser apreciadas no BLOG ESTAÇÕES .
As mãos que manipulam a objetiva são as mesmas que rabiscam versos, captando assim, a particularidade do olhar de um homem entre tantos outros. Eis o reflexo do pensamento feito em imagens que se cristalizam e nos fazem enxergar o mundo ao redor não com a mesma familiaridade de sempre, mas com uma percepção maior da simplicidade de cada fragmento que compõe uma realidade complexa.




"poesia é o melhor que podemos fazer hoje em dia" isaias de faria



4 haicais

no rio abaixo
seu leitmotiv :
a foto da musa
***
um átimo :
a pétala do ipê ao vento
até o chão
***

melhor o ar
quando se
está no mar
***

no meio da madrugada
dois amigos bêbados
cantam abraçados


Praça da Estação - Belo Horizonte

poema sobre nós
"o homem surge e instala-se no lugar do desamparo, isto é, no lugar onde não há garantia alguma da verdade do outro." 
alexandre ari monich



contudo, estamos
pré-vistos
por um lado e por
outro

somos retrógrados,
nossas atitudes são
fulminantemente
retrógradas

vamos todos ouvir o
que somos e
continuar assim;
permiciosos, com todas
teorias
e remando na maré contrária,
lutando muito bem por relações
de poder tão importantes
quanto fúteis.

somos todos, retrógrados.


*** Poema e fotografias: isaias de faria


3 - ESCRIVANINHA
Flávio O. Ferreira












MARIA
Maria descalça, o que esperas?
Maria vestida de vestes longas,
longos vestidos e pés na lama.
Maria, o que esperas?
Uma nova vida, uma nova era?
Caminhas atrás dos peregrinos,
Cataventos: o destino de uma poesia(2005)
Maria, peregrina em busca de sonhos.
Maria, chorando agora,
o que esperas nesta hora?
Um milagre do céu, um anjo a buscar-te?
Maria, desesperada, espera pela morte.
Maria, apaixonada, espera pela sorte.
Maria, o que queres da vida?
Cansaço, abraços ou fadigas?
Maria, descalça, caminha sozinha,
fazendo pirraça, correndo depressa.
Maria, assanhada, procura carinho,
não conhece nada, se arrisca um pouquinho.
E aí, Maria?
Decidiu seu caminho?
Vais para o norte ou sobes o rio?
Estás em busca da morte ou da sorte no estio?
Segue, Maria, segue sozinha
e esquece este louco,
e foge pra longe...
Maria, qual será teu destino?
Serão meus desatinos?


Flávio Otávio Ferreira
***Poema do livro: Cataventos (KroArt, 2005)

Comentários

  1. Só notáveis, Flávio! De todas as tendências e épocas. Muito bom ver Isaías por aqui!

    ResponderExcluir
  2. Uma seleção agradável.
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. valeu meus amigos! tamos no mesmo barco.

    ResponderExcluir
  4. ei, troca de livro comigo?

    bjbjbj

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SEJAM BEM-VINDOS!
Caríssimos amigos leitores, escritores, poetas e seguidores:

é com grande entusiasmo que lhes recebo em meu espaço. Façam dele um lugar de interação e descobertas, quiçá, aprendizado e trocas de experiências. Todos os comentários e/ou sugestões são bem-vindos. Boa leitura a todos! Apreciem, se refestelem e comentem.

Abraços.
Flávio O. Ferreira

Postagens mais visitadas