Imortalizado





Arrancaram minha pele viva
Fizeram retalhos de meu corpo
Estilhaços de minha alma
Lavaram as mãos em meu sangue
Derramado sobre a mesa
Trituraram os meus ossos
E queimaram os meus cabelos
Resta apenas a sombra
De respostas a perguntas
Que me fizeram
Restam apenas os versos
Que insistente escrevi

Intacto, em uma redoma
Colocaram meu coração
Que palpitante pulsava
Descompassadamente.

Comentários

  1. E ele ficou intacto?
    O meu estaria amargo,guardaria muita raiva e rancor.Fruto das dores que sofrera.

    ResponderExcluir
  2. Concordo contigo, embora não seja muito afeito a esses sentimentos. Mas diante do quadro que desenhou são sentimentos prováveis. Abraço e obrigado pela leitura!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SEJAM BEM-VINDOS!
Caríssimos amigos leitores, escritores, poetas e seguidores:

é com grande entusiasmo que lhes recebo em meu espaço. Façam dele um lugar de interação e descobertas, quiçá, aprendizado e trocas de experiências. Todos os comentários e/ou sugestões são bem-vindos. Boa leitura a todos! Apreciem, se refestelem e comentem.

Abraços.
Flávio O. Ferreira

Postagens mais visitadas