Dedicação


A mim tu dedicas
Teu colo de amor
E tuas carícias

Dedicas o beijo
Regado em prazeres
De tua saliva

Me tens fremente,
Demente e loquaz
Falando poemas
Meu estratagema
e nada demais

Dedicas as noites
Velando meu sono
Carinho preciso
De quem sabe amar

Amores te deixo
Repletos de versos
Diversos beijos
A lhe acarinhar

A taça é o corpo
Que louco transborda
De dedicação;
Tão cheio de anseios,
De zelo e desejos:
Nossa salvação.



Comentários

  1. Amar...uma dedicação sem fim tem que ama!

    ResponderExcluir
  2. Por nada,e apareça lá em casa também!

    ResponderExcluir
  3. Engraçado né?Ser melancólico e ao mesmo tempo feliz?!
    Fiz um post e eu falei isso de mim lá: http://luci2003riador.blogspot.com/2010/10/mesmo-sem-quererainda-acredito.html
    Xeru pra você

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SEJAM BEM-VINDOS!
Caríssimos amigos leitores, escritores, poetas e seguidores:

é com grande entusiasmo que lhes recebo em meu espaço. Façam dele um lugar de interação e descobertas, quiçá, aprendizado e trocas de experiências. Todos os comentários e/ou sugestões são bem-vindos. Boa leitura a todos! Apreciem, se refestelem e comentem.

Abraços.
Flávio O. Ferreira

Postagens mais visitadas