Fortuna Literária: Centenário de morte de Machado de Assis




Em 29 de setembro de 1908 morria Machado de Assis, em sua casa no Cosme Velho, deixando uma vasta obra como legado. O Patrono da Academia Brasileira de Letras é hoje, foco de inúmeras pesquisas, tendo sua obra ovacionada por estudiosos. Dom Casmurro foi conclamada sua obra-prima, embora venha seguida de outros títulos interessantes.

Machado de Assis, como diria minha professora de Literatura Brasileira, é um escritor completo. Escreveu todos os gêneros literários, de poesia a ensaio, ficando consagrado pelos contos e romances. Lembro-me do primeiro contato com a obra machadiana, foi exatamente Dom Casmurro. Na 7ª série do ensino fundamental, li com tamanho desgosto um livro que não me aprazia e, não proporcionava uma compreensão imediata da leitura, tendo em vista, a pouca bagagem literária e imaturidade daquele meninote de 13 anos.

Com o passar dos anos vieram outras leituras. Quincas Borba foi o segundo contato, depois Memórias Póstumas de Brás Cubas, ambos com outra receptividade. Quando li o conto O Alienista, fiquei encantado com a capacidade do Bruxo do Cosme Velho. A cada conto que conhecia, meu olhar se abria à obra, preenchendo as lacunas que faltaram lá no princípio, quando me deparei pela primeira vez com Dom Casmurro.

Depois de conhecer uma parte significativa da obra machadiana, uma nova leitura de sua obra máxima foi apreciada com outros olhares. Impossível não se admirar com a fortuna literária que este grande gênio da literatura brasileira nos confiou. Suas personagens estão marcadas na memória dos leitores atentos, como as imagens fixadas na parede da casa de Engenho Novo que o Bento Santiago, narrador em Dom Casmurro, contemplava.

De todas as personagens, Simão Bacamarte é uma figura interessante, um sujeito esquisito que, sendo médico decide estudar a loucura. Assim, monta na cidade de Itaguaí uma casa de alienados denominada Casa Verde. O conto O Alienista tem um texto gostoso carregado de uma ironia típica de Machado de Assis, vale a pena ler.

Comentários

Postagens mais visitadas