"Sou contra esta entidade hipócrita, cheia de pessoas falsas e que se julgam donos da verdade e, se esquecem que vieram do pó, do barro execrável, e que acabará da mesma forma que surgiram...
engolidos pela terra e pelos vermes que aflorarão da prórpia carne...
pessoas que nem sequer deixarão o nome gravado na história e logo serão esquecidas, porque não foram nenhum herói nacional, nem revolucionou nada...
não escreram nada contundente que os levassem a algum lugar de destaque, mas que soberbamente espezinham o semelhante, abusam do poder que possuem nas mãos, fazendo do outro seu joguete de marketing pessoal..."

Comentários

  1. Anônimo6:06 PM

    Poeta.
    Obrigada pelo texto-desabafo que é um pouco meu também.

    Obrigada pela força.

    Florzinha

    ResponderExcluir
  2. Cara, acho é vai pela sinceridade tudo. Mesmo a loucura, ou o sexo, ou a linguagem. Vejo que têm pessoa q se você escancara foge, faz inquisições e diz isso e aquilo. Vai de cada
    um.
    Mas q este texto é pertinente e bacana é meu brother.
    Sou seu fã meu caro.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo4:10 PM

    a foto do blog está mais parecido com vc.

    Gostei demais viu?
    Abraços

    Florzinha

    ResponderExcluir
  4. Flavio,obrigado por encontrar alguma poesia nas pelavras que enxerto em meus textos.
    Lucas Palhares

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SEJAM BEM-VINDOS!
Caríssimos amigos leitores, escritores, poetas e seguidores:

é com grande entusiasmo que lhes recebo em meu espaço. Façam dele um lugar de interação e descobertas, quiçá, aprendizado e trocas de experiências. Todos os comentários e/ou sugestões são bem-vindos. Boa leitura a todos! Apreciem, se refestelem e comentem.

Abraços.
Flávio O. Ferreira

Postagens mais visitadas