A Morte Amo!


Estou em silêncio
prometendo viver
quando a única
certeza é a morte.

Estou em silêncio
guardando luto
quando a morte
é certeza única.

Estou em silêncio,
mendigo maldito
blasfemando horrores
à morte predita!

Comentários

  1. Cássio Amaral9:33 PM

    Estou morto de viver em Araxá longe de arte.
    Bom poema o seu q gostei muito!!!
    Vamos viver e poetar no Rio.
    Eu e Quedo estamos formatando um projeto pra ir lá e uivar textos poéticos. Estamos buscando patrocínio e precisamos urgentemente se vc e Rafael vão. Última semana de Dezembro 2006.
    Cara, me liga por favor:
    34-36615592
    34-8401-1330
    Precisamos do seu Currículum, matérias de jornal q vc saiu e Portifólio seu se tiver.
    É PRA ONTEM BROTHER.
    POR FAVOR NOS AJUDE!!!!
    ABRAÇÃO.
    CÁSSIO AMARAL.

    ResponderExcluir
  2. Flavio,ficou legal o espaço.Tuas dores e angustias existencias bate com o tempo de hoje.Ando sumido (ralo)na faculdade.Sucesso.Bom domingo e bom voto.Abraço.dexy

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Visitando aqui este espaço pela primeira vez. E já gostando do que vejo, principalmente o poema "A morte amo!". Boa sorte e sucesso! Voltarei...

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SEJAM BEM-VINDOS!
Caríssimos amigos leitores, escritores, poetas e seguidores:

é com grande entusiasmo que lhes recebo em meu espaço. Façam dele um lugar de interação e descobertas, quiçá, aprendizado e trocas de experiências. Todos os comentários e/ou sugestões são bem-vindos. Boa leitura a todos! Apreciem, se refestelem e comentem.

Abraços.
Flávio O. Ferreira

Postagens mais visitadas